• Fitobula

Como o Suco de Pomelo ou Toranja pode Afetar os Medicamentos?

Uma das Interações Medicamentosas com alimentos mais conhecidas e grave é com o suco de pomelo ou grape fruit juice (Citrus paradisi [Rutaceae]).

O pomelo pode aumentar ou diminuir a absorção de alguns medicamentos na corrente sanguínea, o que pode provocar mais reações adversas medicamentosas ou diminuição dos efeitos terapêuticos; por exemplo, alguns medicamentos para diminuir o colesterol (ex.: sinvastatina), anti-hipertensivos (ex.: nifedipina), ansiolíticos (ex.: buspirona), anti-histamínicos (ex.: fexofenadina) dentre outros. Considere as diversas formas de consumo do pomelo, como o suco, fruta fresca e geleia.





O efeito do pomelo é de 24 horas e o consumo de um único copo de suco pode rapidamente modificar a biodisponibilidade de diversos medicamentos.

O mecanismo de ação do pomelo é por duas formas: i) inibição do citocromo P-450 (CYP3A4) no intestino delgado, o que possibilita um acúmulo de medicamento no corpo. Porém, a intensidade desse efeito também vai depender da suscetibilidade de cada paciente, como a quantidade de CYP3A4 presente (baseline) ou; ii) inibição de algumas proteínas transportadoras de alguns fármacos, o que possibilita uma diminuição de fármaco absorvido, e consequentemente, dos efeitos terapêuticos esperados.




Interações Medicamentosas Graves com o pomelo (evitar o uso concomitante)*

Fármacos e Classificação:

Ciclosporina: Imunossupressor;

Felodipino: Bloqueador do Canal de Cálcio;

Halofantrina: Antimalárico;

Lovastatina e Sinvastatina: Antilipêmicos, Inibidores de HMG-CoA Redutases;

Primaquina: Antimalárico;

Tacrolimus: Imunossupressor


Sempre considere a hipótese de interação medicamentosa quando o paciente estiver utilizando concomitante fármacos que possuem o mesmo mecanismo de ação e/ou a mesma via de biotransformação e que esses fármacos não possuem vias secundárias de biotransformação.


Referências

  • Bailey DG, Malcolm J, Arnold O, Spence JD. Grapefruit juice-drug interactions. Br J Clin Pharmacol. 1998 Aug;46(2):101-10.

  • BIREME. Centro Latino­Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde. Biblioteca Virtual em Saúde. DeCS – Descritores em Ciências da Saúde. Disponível em: http://decs.bvs.br/.

  • FDA. Grapefruit Juice and Medicine May Not Mix. Food and Drug Administration Consumer Update, 2014. Disponível em: https://www.fda.gov/ForConsumers/ConsumerUpdates/ucm292276.htm. Acesso em: 04.03.2017.

  • Korolkovas, A. Dicionário Terapêutico Guanabara. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.

  • WHO. Anatomical Therapeutic Chemical. WHO Collaborating Centre for Drug Statistics Methodology. Disponível em: http://www.whocc.no/atc_ddd_index/.

  • Williamson. Elizabeth. Interações Medicamentosas de Stockley: plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos. Porto Alegre: Artmed, 2012.



*Essa tabela e demais informações não inclui fármacos que provavelmente possuem interações adversas e para os quais não há evidências. As informações disponíveis nesse texto e site são apenas para uso educacional, sem qualquer garantia expressa ou implícita do uso medicinal e/ou terapêutico. Os conteúdos disponibilizados pelo FitoBula não substituem a leitura integral das diretrizes médicas, fontes originais citadas, bem como, a busca por atualizações ou observações à legislação. Todos os estudos devem ser avaliados sob diversos aspectos técnicos e legais para que sejam considerados úteis na aplicação clínica. A avaliação de informações em saúde inclui a análise dos conflitos de interesses, revisão por pares, tipo de estudo, qualidade do método ou desenho dos estudos clínicos, uso de diretrizes, validade interna e externa dos resultados, dentre outros.


0 visualização

® FitoBula. 2019.

Todos os diretos reservados. 

  • Facebook
  • Instagram
siderealLarge.png