Camomila

IDENTIFICAÇÃO

Matricaria chamomilla L.

creeping-1300062.png

Asteraceae

-

Sinonímia

Espécie

Família

Ref.: (1); (2)

Nome Popular

Camomila, matricária, maçanilha

Parte utilizada/órgão vegetal

Inflorescências.(3,4)

Antiespasmódico, ansiolítico e sedativo leve. Anti-inflamatório em afecções da cavidade oral.(4)

INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS

 

A gestantes devido à atividade emenagoga e relaxante da musculatura lisa.(5) Pacientes com hipersensibilidade ou alergia a plantas da família Asteraceae.

CONTRAINDICAÇÕES

 

Não há informações sobre precauções gerais e relacionadas a possíveis efeitos teratogênicos, na amamentação ou uso pediátrico. Relatos sobre segurança e eficácia durante a gestação não estão disponíveis.(6)

PRECAUÇÕES DE USO

 

A presença de lactonas sesquiterpênicas nas flores de camomila poderá desencadear reações alérgicas em indivíduos sensíveis, e tem sido descrita dermatite de contato para algumas preparações contento camomila.(7-9) Poucos casos de alergia foram atribuídos especificamente a camomila.(10) Um caso de reação anafilática por ingestão de flores de camomila foi registrado.(11-13)

EFEITOS ADVERSOS

 

Uso interno: Foram descritas interações com varfarina, estatinas e contraceptivos orais.(6,14)

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

 

Infuso.(19) Cápsula ou comprimido contendo extrato seco (padronizado em 1,2% de apigenina).(15) Extrato fluido (1:1): em solução hidroetanólica a 45%.(15,16) VIAS DE

FORMAS FARMACÊUTICAS

 

Oral. Administrar 150 mL do infuso (5-10 min após o preparo), 3-4 vezes entre as refeições (acima de 12 anos).(4) Administrar 1-4 mL do extrato fluido para adultos (3 vezes ao dia) ou 0,6-2 mL em dose única (crianças maiores que 3 anos). Não utilizar em crianças menores de 3 anos.(15,16) Bochechos e/ou gargarejos: administrar o infuso (5- 10 minutos após o preparo), 3 vezes ao dia.(4) Uso externo Tópica. Compressas: utilizar a infusão preparada com 30-100 g de droga vegetal em 1000 mL de água.(16) Infuso: 6-9 g em 150 mL ou 30-100 g em 1000 mL.(4,16)

VIAS DE ADMINISTRAÇÃO E POSOLOGIA (DOSE E INTERVALO)

 

Não foram encontrados dados descritos na literatura consultada sobre o tempo máximo de utilização. O tempo de uso depende da indicação terapêutica e da evolução do quadro acompanhada pelo profissional prescritor.

TEMPO DE UTILIZAÇÃO

 

Não foram encontrados dados descritos na literatura consultada sobre problemas decorrentes de superdosagem. Em caso de ingestão de quantidades acima das recomendadas o paciente deve ser observado.

SUPERDOSAGEM

 

PRESCRIÇÃO

Fitoterápico isento de prescrição médica.

 

Camomilina C, Colutóide Camomila

NOMES COMERCIAIS

Variação de Preço: R$ 17,29  /  R$ 50,54

 
+ Informações

Flavonoides (apigenina, luteolina). Cumarina (um- beliferona).(17) Óleo essencial (farneseno, alfa-bisabolol,(4) óxidos de alfa-bisabolol, alfa-camazuleno, espiroéteres).(18)

PRINCIPAIS CLASSES QUÍMICAS

INFORMAÇÕES SOBRE SEGURANÇA E EFICÁCIA

 

Extratos de camomila apresentaram ação antiinflamatória,(18) neuroprotetora,(19) antialérgica,(20) antibacteriana e(21,22) antitumoral.(23) Estudo realiza- do com extrato aquoso de camomila demonstrou atividade anti-inflamatória seletiva sobre a COX2.(24) Uma formulação contendo extrato fluido de camomila foi considerada efetiva no tratamento de mucosite oral em hamsters.(25) O decoto de camomila apresentou potente atividade antidiarreica e antioxidante em ratos.(26)

Ensaios não-clínicos Farmacológicos

Não foram observados sinais de toxicidade ou mortalidade em camundongos tratados com extrato metanólico de camomila (3,20 g/kg).(20) Não foram observados efeitos mutagênicos e citotóxicos (camundongos) quando a tintura foi administrada em dosagem proporcional à utilizada em humanos. Efeitos genotóxicos em Allium cepa só foram observados em doses maiores do que as normalmente utilizadas na terapêutica.(27) O infuso de camomila produziu fraca citotoxidade diante das células mononucleares periféricas do sangue.(23)

Ensaios não-clínicos Toxicológicos

Foi observada atividade ansiolítica em um grupo tratado com o extrato de camomila padronizado (1,2% de apigenina), sugerindo uma possível eficácia no tratamento de desordens de ansiedade leve à moderada.(28) A realização de bochechos com extrato hidroetanólico de camomila diluído em água permitiu a redução do quadro de inflamação gengival. (29) Foi observada diminuição de lesões superficiais de pele por meio da intervenção com um extrato de camomila e quando aplicado na forma de creme sobre a pele mostrou atividade anti-inflamatória superior à hidrocortisona 0,25%. Preparações à base de camomila apresentaram efeito benéfico em casos de mucosite decorrente de radiação.(16)

Ensaios clínicos Farmacológicos

Não foram encontrados dados descritos na literatura consultada.

Ensaios clínicos Toxicológicos

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Farmacopeia Brasileira. Memento Fitoterápico, 1° Edição, 2016. Disponível em: http://bit.ly/2LMgjOy

FONTE

1: Awaad AA, El-Meligy RM, Zain GM, Safhi AA, Al Qurain NA, Almoqren SS, Zain YM, Sesh Adri VD, Al-Saikhan FI. Experimental and clinical antihypertensive activity of Matricaria chamomilla extracts and their angiotensin-converting enzyme inhibitory activity. Phytother Res. 2018 Aug;32(8):1564-1573. doi: 10.1002/ptr.6086. Epub 2018 Apr 15. PubMed PMID: 29656575.

 

2: Saghafi N, Rhkhshandeh H, Pourmoghadam N, Pourali L, Ghazanfarpour M, Behrooznia A, Vafisani F. Effectiveness of Matricaria chamomilla (chamomile) extract on pain control of cyclic mastalgia: a double-blind randomised controlled trial. J Obstet Gynaecol. 2018 Jan;38(1):81-84. doi: 10.1080/01443615.2017.1322045. Epub 2017 Oct 26. PubMed PMID: 29072514.

 

3: Goes P, Dutra CS, Lisboa MR, Gondim DV, Leitão R, Brito GA, Rego RO. Clinical efficacy of a 1% Matricaria chamomile L. mouthwash and 0.12% chlorhexidine for gingivitis control in patients undergoing orthodontic treatment with fixed appliances. J Oral Sci. 2016;58(4):569-574. doi: 10.2334/josnusd.16-0280. PubMed PMID: 28025442.

 

4: Tavakoli Ardakani M, Ghassemi S, Mehdizadeh M, Mojab F, Salamzadeh J, Ghassemi S, Hajifathali A. Evaluating the effect of Matricaria recutita and Mentha piperita herbal mouthwash on management of oral mucositis in patients undergoing hematopoietic stem cell transplantation: A randomized, double blind, placebo controlled clinical trial. Complement Ther Med. 2016 Dec;29:29-34. doi: 10.1016/j.ctim.2016.08.001. Epub 2016 Aug 30. PubMed PMID: 27912953.

 

5: Sharifi H, Minaie MB, Qasemzadeh MJ, Ataei N, Gharehbeglou M, Heydari M. Topical use of Matricaria recutita L (Chamomile) Oil in the Treatment of Monosymptomatic Enuresis in Children: A Double-Blind Randomized Controlled Trial. J Evid Based Complementary Altern Med. 2017 Jan;22(1):12-17. Epub 2015 Sep 30. PubMed PMID: 26427789; PubMed Central PMCID: PMC5871195.

SELEÇÃO DE PUBLICAÇÕES 

 

(1) TROPICOS. Disponível em: http://www.tropicos.org/NameSearch.aspx?name=Matricaria+ch amomilla&commonname=>. Acesso em: 06 maio 2016.

(2) LORENZI, H.; MATOS, F.J.A. Plantas Medicinais do Brasil: Nativas e Exóticas. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2002. 512 p.

(3) BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Farmacopeia Brasileira. 5. ed. v. 2. Brasília, DF: ANVISA, 2010. 885 p.

(4) BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira. 1. ed. Brasília, DF: ANVISA, 2011. 126 p.

 (5) ARRUDA, J.T.; APPROBATO, F.C.; MAIA, M.C.S.; SILVA, T.M.; APPROBATO, M.S. Efeito do extrato aquoso de camomila (Chamomilla recutita L.) na prenhez de ratas e no desenvolvimento dos filhotes. Revista Brasileira de Plantas Medicinais,v. 15, p. 66-71, 2013.

(6) SMERIGLIO, A.; TOMAINO, A.; TROMBETTA, D. Herbal products in pregnancy: Experimental studies and clinical reports. Phytother Res, v. 28, p. 1107–1116, 2014.

(7) DSTYCHOVA, E.; ZAHEJSKY, J. Contact hypersensitivity to camomile. Ceskoslovenska dermatologie, v. 67, p. 14–18, 1992.

(8) SUBIZA, J. et al. Allergic conjunctivitis to chamomile tea. Annals of allergy, v. 65, p. 127–132, 1990.

(9) PAULSEN, E.; ANDERSEN, K.E.; HAUSEN, B.M. Compositae dermatitis in a Danish dermatology department in one year. Contact dermatitis, v. 29, p. 6–10, 1993.

(10) HAUSEN, B.M.; BUSKER, E.; CARLE, R. Über das Sensibilisierungsvermögen von Compositenarten. VII. Experimentelle Untersuchungen mit Auszügen und Inhaltsstoffen von Chamomilla recutita (L.) Rauschert und Anthemis cotula L. Planta medica, p. 229–234, 1984.

(11) BENNER, M .H.; LEE, H. J. Anaphylactic reaction to chamomile tea. Journal of allergy and clinical immunology, v. 52, p. 307–308, 1973.

(12) CASTERLINE, C. L. Allergy to chamomile tea. Journal of the American Medical Association, v. 244, p. 330–331, 1980.

(13) SUBIZA, J. et al. Anaphylactic reaction after the ingestion of chamomile tea: a study of crossreactivity with other composite pollens. Journal of allergy and clinical immunology, v. 84, p. 353– 358, 1989.

(14) SZAFRAŃSKI, T. Herbal remedies in depression – state of the art. Psychiatr Pol, v. 48, p. 59–73, 2014. (15) D´IPPOLITO, J. A. C.; ROCHA, L. M.; SILVA, R. F. Fitorerapia Magistral – Um guia prá- tico para a manipulação de fitoterápicos. São Paulo: Anfarmag. 2005. 194p.

(16) WORLD HEALTH ORGANIZATION. WHO monographs on selected medicinal plants. Geneva, Switzerland: World Health Organization, v. 1, p.86-94, 1999.

(17) ROBERTS, R. E.; ALLEN S.; Chang, A. P. Y.; HENDERSON, H.; HOBSON, G.C.; KARANIA, B.; MORGAN, K. N.; PEK, A. S. Y.; RAGHVANI, K.; SHEE, C. Y.; SHIKOTRA, J.; STREET, E.; J.E.Z.; ABBAS, Z.; ELLIS, K.; HEER, J. K.; ALEXANDER, S. P. H. Distinct mechanisms of relaxation to bioactive components from chamomile species in porcine isolated blood vessels. Toxicology and Applied Pharmacology, v. 272, p. 797–805, 2013.

(18) TOMIĆ, M.; POPOVIĆ, V.; PETROVIĆ, S.; STEPANOVIĆ-PETROVIĆ, R.; MICOV, A.; PAVLOVIĆ-DROBAC, M.; COULADIS, M.. Antihyperalgesic and Antiedematous Activities of Bisabolol-Oxides-Rich Matricaria Oil: in a Rat Model of Inflammation. Phytotherapy Research, v. 28, p. 759–766, 2014.

(19) CHANDRASHEKHAR, V. M.; RANPARIYA, V. L.; GANAPATY, S.; PARASHAR, A. Muchandi, A.A. Neuroprotective activity of Matricaria recuti- ta Linn against global model of ischemia in rats. Journal of Ethnopharmacology, v. 127, p. 645– 651, 2010.

(20) CHANDRASHEKHAR, V. M.; HALAGALI, K. S.; NIDAVANI, R. B.; SHALAVADI, M. H.; BIRADAR, B. S.; BISWAS, D.; MUCHCHANDI, I. S. Anti-allergic activity of German chamomile (Matricaria recutita L.) in mast cell mediated allergy model. Journal of Ethnopharmacology, v. 137, p. 336– 340, 2011.

(21) COGO, L. L.; MONTEIRO, C. L. B; MIGUEL, M. D.; MIGUEL, O. G.; CUNICO, M. M.; RIBEIRO, M. L.; CAMARGO, E. R.; KUSSEN, G. M. B.; NOGUEIRA, K. S.; COSTA, L. M. D. Anti- Helicobacter pylori activity of plant extracts traditionally used for the treatment of gastrointestinal disorders. Brazilian Journal of Microbiology, v. 41, p. 304-309, 2010.

(22) CWIKLA, C.; SCHMIDT, K.; MATTHIAS, A.; BONE, K. M.; LEHMANN, R.; TIRALONGO, E. Investigations into the Antibacterial Activities of Phytotherapeutics against Helicobacter pylori and Campylobacter jejuni. Phytotherapy Research, v. 24, p. 649–656, 2010.

(23) MATIĆ, I. Z.; JURANIĆ, Z.; ŠAVIKIN, K.; ZDUNIĆ, G.; NAĐVINSKI, N.; GOĐEVAC, D. Chamomile and Marigold Tea: Chemical Characterization and Evaluation of Anticancer Activity. Phytotherapy Research, v. 27, p. 852– 858, 2013.

(24) SRIVASTAVA, J. K.; PANDEY, M.; GUPTA, S. Chamomile, a novel and selective COX-2 inhibi- tor with anti-inflammatory activity. Life Sciences, v. 85, p. 663–669, 2009.

(25) PAVESI, V. S. S.; LOPEZ, T. C. C.; MARTINS, M. A. T.; SANT’ANA FILHO, M.; BUSSADORI, S. K.; FERNANDES, K. P. S.; MESQUITAFERRARI, R. A.; MARTINS, M. D. Healing action of topical chamomile on 5-fluouracil induced oral mucositis in hamster. Support Care Cancer, v. 19, p. 639–646, 2011.

(26) SEBAI, H,; JABRI, M.A.; SOULI, A.; RTIBI, K.; SELMI, S.; TEBOURBI, O.; EL-BENNA, J.; SAKLY, M. Antidiarrheal and antioxidante activi- ties of chamomile (Matricaria recutita L.) decoction extract in rats. Journal of Ethnopharmacology, v. 152, p. 327–332, 2014.

(27) DELARMELINA, J.M.; BATITUCCI, C.M.C.P.; GONÇALVES, J.L.O. Efeitos cito- tóxico, genotóxico e mutagênico da tintura de Matricaria chamomilla L. in vivo. Revista Cubana de Plantas Medicinales, v. 17, p. 149-159, 2012.

(28) AMSTERDAM, J. D.; LI, Y.; SOELLER, I.; ROCKWEL, K.; MAO, J.J.; SHULTS, J. A ran- domized, double-blind, placebo-controlled trial of oral Matricaria recutita (chamomile) extract therapy of generalized anxiety disorder. Journal of Clinical Psychopharmacology, v. 29, p. 378–382, 2009.

(29) LINS, R.; VASCONCELOS, F.H.P.; LEITE, R.B.; COELHO-SOARES, R.S.; BARBOSA, D.N. Avaliação clínica de bochechos com extratos de Aroeira (Schinus terebinthifolius) e Camomila (Matricaria recutita L.) sobre a placa bacteriana e a gengivite. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 15, p. 112-120, 2013.

Imagem Name Matricaria chamomilla L. Specimen Turner, Steven R. - 12-037. Short Description Inflorescence heads. Long Description Note conical receptacle. Image Kind Photo (general). Copyright MBG. Photographer Steve R. Turner. Fonte: Tropicos. Disponível em: http://bit.ly/2RNPUoY

REFERÊNCIAS